BISSAU, 4 DE OUTUBRO: A GUINÉ-BISSAU RECEBEU DOAÇÃO CHINESA DE 200 MIL DOSES DE VACINAS SINOPHARM

A Guiné-Bissau recebeu hoje, 4 de outubro de 2021, 200 mil doses de vacina da Sinopharm contra a Covid-19 e material informático. As vacinas foram doadas pelo governo da China, no âmbito da cooperação bilateral entre os dois países.



Este é o segundo lote da vacina da Sinopharm que país recebeu do governo chinês. No final de agosto, a China já tinha doado à Guiné-Bissau 100 000 doses de vacina contra a COVID-19.


O embaixador da China na Guiné-Bissau, Guo Ce, realçou os esforços conseguidos pela instituição na luta para estancar a propagação da pandemia no país. "Sentimos felizes a ver que, sob a liderança do governo e do Alto Comissariado, a pandemia na Guiné-Bissau está a ser controlada passo a passo e podemos dizer que conseguimos uma vitória faseada na luta contra o covid-19. Contudo, a pandemia ainda não desapareceu e o vírus está ainda abalar o mundo", disse.

"A parte chinesa espera que a oferta possa reforçar a capacidade da parte guineense de controlar a pandemia e que vençamos finalmente este combate de mãos dadas e sendo um amigo bom e irmão da Guiné-Bissau, a China vai continuar a sustentar a luta contra o covid-19 do país", declarou Guo Ce.


A entrega deste donativo de 200 mil doses, constitui o segundo maior doses de vacina oferecidas a Guiné-Bissau. Estas 300 mil doses oferecidas pela China vão juntar-se as 304 mil doses doados pelo governo norte-americano, no quadro da iniciativa Covax, 100 doses oferecido por Portugal, 120 mil oferecidas pela iniciativa Covax e vai chegar brevemente 100 mil doses oferecido pelo governo alemão.


Com estes donativos a Guiné-Bissau fica numa posição confortável para arrancar com o seu plano de vacinação, que pretende atingir até dezembro pelo menos 50% da população alvo, disse a Alta Comissária, Magda Robalo. A Alta Comissária ainda acrescentou que a Guiné-Bissau já tem 10% da sua população alvo com vacinação completa.


A cerimónia contou com a presença do representante da OMS, o Sr. Jean Marie Kipela e do director do Serviço de Imunologia e Vigilância Epidemiológica, Dr. Eugénio Iala. Na cerimónia fori entregue material informáticos, nomeadamente, 5 computadores desktop, 1 televisor, 1 projetor, 3 impressoras e 1 máquiina fotocopiadora que iráo servir para equipar o novo centro de testes localizado na zona de Bissau Bedjo.


Conceitos:

População-alvo do plano de vacinação contra a COVID-19: 70% da população com 18 anos ou mais.

17 views0 comments